Autarquia apoia obras nas freguesias

0
0

As minutas de contrato interadministrativo de apoio financeiro que o município celebrou com as juntas de freguesia de S. Roque, Carregosa e União das Freguesias de Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz foram aprovadas por unanimidade em Assembleia Municipal extraordinária, sendo que estes apoios dão resposta às necessidades destas freguesias.

A candidatura à Associação de Desenvolvimento Regional Integrado das Terras de Santa Maria (ADRITEM) da Junta de Freguesia de Carregosa, que passa pela aquisição de um terreno industrial para criar “um acesso digno” ao futuro Parque Verde, será comparticipada em 45 mil euros, independentemente do apoio que a Câmara Municipal preste.
Já a requalificação da envolvente de edifício da Junta de Freguesia do Pinheiro da Bemposta, que se destina a criar “melhores condições de parqueamento e acessibilidade”, custará 35 mil euros (mais IVA). A autarquia apoiará as obras com 17.500 euros.
Também a cobertura do Polidesportivo de S. Roque será um investimento de 186 mil euros em que o município contribuirá com 83 mil euros.
No seu discurso de agradecimento, a presidente da Junta de Carregosa lembrou algumas palavras do presidente da Câmara Municipal, Joaquim Jorge. “O executivo diz ‘confiem em mim’ e o executivo de Carregosa não tem motivos para duvidar. Diversos investimentos foram realizados desde o início do mandato”, afirmou Helena Moreira. “Contamos com o apoio da Câmara Municipal porque este negócio é uma mais valia para a freguesia e para a comunidade”, declarou, referindo-se ao futuro Parque Verde.
A presidente da União das Freguesias de Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz considerou importante o esforço para resolver o problema da acessibilidade ao edifício da Junta do Pinheiro. “Em pleno século XXI, não há necessidade de termos os edifícios naquele estado”, apontou Susana Mortágua. “Esta obra vem complementar o trabalho que foi feito na requalificação da ponte Abel da Silva Ribeiro, uma obra também esperada. Agradeço o facto de se estar a olhar para aquela via numa perspetiva de continuidade”, acrescentou.
Já o presidente da Junta de Freguesia de S. Roque, Amaro Simões, apesar de concordar com a comparticipação do município neste tipo de investimentos, diz não entender porque é que S. Roque não beneficiou da ADRITEM. Joaquim Jorge explicou que não é apenas a freguesia de S. Roque a não ser contemplada, dando como exemplo a União das Freguesias de Oliveira de Azeméis.
“Os presidentes das juntas de freguesia são portadores das preocupações da população e nós temos a obrigação de resolver estes problemas”, sublinhou o presidente da Câmara. “Agradeço, sim, os elogios referentes à nossa capacidade coletiva”, vincou.

Eleição para Comissão Executiva da AM Porto fez-se em 17 municípios em simultâneo
Oliveira de Azeméis também participou, à semelhança de 17 municípios, na eleição de duas candidatas a novos membros da Comissão Executiva Metropolitana do Porto. A votação, reservada apenas aos membros da Assembleia Municipal, registou 16 votos para Carlota Teixeira e 16 para Cláudia Araújo. As duas secretárias metropolitanas substituem dois membros da Comissão Executiva que renunciaram