Amizade fez nascer ‘Rua do Barro Branco’

Dueto composto por Francisco Silva e Rodrigo Barros

0
15

oliveirense Francisco Silva e o feirense Rodrigo Barros têm um projeto de música original designado por Rua do Barro Branco, música portuguesa que se sustenta em estórias de amor e desamor, cantadas a duas vozes, “potenciado conexões com quem as ouve” pelo “bailado dos sons e das palavras”.

Marta Cabral

Através de duas vozes e de duas guitarras, Francisco Silva e Rodrigo Barros entregam a alma aos sons que produzem. Os dois artistas cruzaram-se por acaso na Academia de Música de Oliveira de Azeméis, onde Francisco Silva conheceu o professor de guitarra clássica, Rodrigo Barros. Tornaram-se próximos e, ao longo do tempo, foram criando laços de amizade e, de igual forma, gostos musicais. “A Rua do Barro Branco nasce de uma identidade em que nos revemos na sonoridade e na forma de abordagem. A música também faz parte de momentos de encontro e de partilha”, afirmou Francisco Silva, nos estúdios da Azeméis TV/FM. Rodrigo Barros contou que já participaram em casamentos e aniversários mas que, a determinada altura, desafiou o colega a comporem as suas próprias músicas. “Havia qualquer coisa que me dizia que conseguiríamos fazer aquilo. Tinha a estranha sensação de que, com um pouco de prática, ia conseguir atingir os meus objetivos”, refletiu Rodrigo Barros.
E, de facto, a Rua do Barro Branco alcançou mais do que os dois músicos esperavam. Começaram a trabalhar afincadamente na criação dos temas do álbum. “São muitas horas que eu não chamo de trabalho. Chamo de criação”, declarou Francisco Silva. “Dá trabalho, mas muita satisfação”, garantiu, com um sorriso. O dueto musical acabou por se encontrar com o produtor do tema vencedor do Festival da Canção, João André Piedade, que colaborou com a Rua do Barro Branco. Para Francisco e Rodrigo, foi um choque ouvir o resultado dessa produção pela primeira vez. “No momento, julguei que ele não tinha percebido o que pretendíamos. Agora, tenho a certeza que ele percebeu”, explicou Rodrigo Barros. “Faz parte existir uma espécie de sons acumulados que acompanham e sustentam aquilo que estamos a fazer de forma simples”, descreveu.
Atualmente, o espetáculo ‘Dança(s) Contigo’, título que dá nome ao disco de lançamento do dueto – disco cuja produção da embalagem ficou ao cargo de Kim Ramalho –, está pronto e conta com uma atuação no Café Concerto Avenida, em Aveiro, no passado 28 de agosto de 2020. Com o intuito de intensificar as emoções deste espetáculo, a Rua do Barro Branco conta com um suporte musical mais abrangente, com três guitarras (com João Martins), viola baixo (Paulo Sousa) e bateria/percussão e teclado (Francisco Vieira).