Aluno aguarda teste há mais de duas semanas

0
11

Há mais de 14 dias que, em isolamento, o filho de Teresa Sousa não vai às aulas na Escola Básica e Secundária Soares Basto. Para Teresa Sousa, é “inadmissível” que o jovem ainda esteja à espera do agendamento do teste à Covid-19 e que a direção da escola “não dê a cara” por esta situação. “O meu filho não pode ir para a escola sem o resultado do teste, cuja mensagem com as credenciais para fazer o dito teste nunca mais chegou… A enfermeira não atende, a escola não resolve…”, afirmou a encarregada de educação Teresa Sousa, em declarações ao Correio de Azeméis.
“A enfermeira que está a acompanhar o caso diz que os dados foram enviados. Tenho conhecimento de que praticamente toda a turma já está a ter aulas ou que está à espera do resultado e o meu filho continua a aguardar as credenciais para fazer o teste”, enfatizou.
Para além da espera que inquieta a família, Teresa Sousa disse, ainda, que marcaram faltas injustificadas ao filho. Ao confrontar a diretora de turma, a responsável terá respondido que “não sabia o que se tinha passado” mas que “ia resolver o problema das faltas”, o que acabou por acontecer. “Sem querer prejudicar, já estão a prejudicar o meu filho sem ele ter culpa… Não foi ele o caso positivo e, depois do isolamento e sem ter sintomas, é obrigado a estar sem aulas só porque não pode ir sem fazer o teste”, lamentou a encarregada de educação. “Teste esse que foi marcado e, por falta das credenciais, foi desmarcado”, acrescentou Teresa Sousa, indignada.
Em declarações ao nosso jornal, a diretora do Agrupamento de Escolas informou que, na manhã da passada sexta-feira, atendeu, telefonicamente, a encarregada de educação. “Foram confirmados os dados referentes ao seu educando, enviados para a delegação de saúde”, declarou Maria José Cálix.
“Os alunos ficam em isolamento profilático pelo tempo determinado pela autoridade de saúde local e só regressam à escola mediante indicação da mesma”, referiu a diretora.
Ontem, Teresa Sousa informou que tomou, por iniciativa própria, a decisão de ir ao centro de saúde para obter a credencial.