39 mil euros para iluminações de Natal

Empresa exterior ao concelho foi a vencedora

0
8

Numa análise às compras de novembro apresentadas pela autarquia oliveirense, é possível observar que foram adquiridos serviços de fornecimento de refeições e de fruta para os alunos do 1.º Ciclo e jardins de infância do concelho, de instalação e montagem de iluminação de Natal do ano de 2020 e de serviços para a execução do desdobrável incluído na revista VITA, assim como do acondicionamento da mesma publicação.

Marta Cabral

Destaca-se o fornecimento de refeições e de fruta para os alunos do 1.º Ciclo e jardins de infância do concelho de Oliveira de Azeméis, de novembro de 2020 a janeiro de 2021, que ficou a cargo da Uniself – Sociedade de Restaurantes Públicos e Privados, S.A., com sede em Loures, pelo valor de 102.044,40 euros. Também há empresas oliveirenses que fornecem fruta. No entanto, tudo depende da participação dos interessados no procedimento de compra do município (ver caixa ‘Frutas Duarte e Frutaria Qualidade e Sabor com capacidade para fornecer fruta’).
No que diz respeito à instalação e montagem da iluminação de Natal, a empresa responsável pela prestação do serviço foi a Festivamente – Eventos e Comunicação Unipessoal, Lda., sediada em Coimbra, pelo valor de 39 mil euros. O Correio de Azeméis tentou contactar a empresa Correia Iluminações, de Pindelo, na tentativa de perceber se tinha participado no procedimento mas, até ao fecho da edição, não obteve resposta.
Em relação à revista VITA, publicação da Câmara de Oliveira de Azeméis, a aquisição de serviços para a execução do desdobrável a incluir na VITA ficou a cargo da Orgal – Organização Gráfica e Publicidade de Orlando & C.ª, do Porto, pelo valor de 2.774,20 euros.

Preço mais baixo é um dos fatores essenciais do concurso público
Em declarações ao Correio de Azeméis, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis reforçou que o município privilegia “sempre” as empresas do concelho. No entanto, critérios como a capacidade de resposta da empresa e o preço mais baixo proposto são dois fatores essenciais no concurso público que influenciam a decisão final. “O concurso público é publicitado e qualquer empresa pode concorrer”, incitou Joaquim Jorge, lembrando que já várias empresas oliveirenses ganharam o concurso público em vários serviços solicitados pela autarquia. “Estão a ocorrer pavimentações em Oliveira de Azeméis em que a maioria delas, tirando um caso ou outro pelos motivos que já expliquei, são de Oliveira de Azeméis. A pavimentação da Área de Acolhimento Empresarial de Loureiro e as requalificações da Rua do Mosteiro, da EN1, do antigo Centro de Saúde, do antigo edifício das Finanças e da Casa das Heras estão a ser feitas por empresas oliveirenses”, exemplificou.

 

Correia Iluminações também instala iluminações festivas

A propósito da contratação da empresa coimbrense Festivamente – Eventos e Comunicações, Unipessoal, Lda. para a instalação e montagem da iluminação de Natal do ano de 2020, a Correia Iluminações, de Pindelo, também instala iluminações festivas, natalícias, festas tradicionais e Carnaval. Segundo o site da empresa, a Correia Iluminações “orgulha-se de atualmente apenas utilizar leds como o seu material predileto” para concretizar a sua “preocupação pela preservação dos recursos energéticos”. Os seus clientes principais são empresas de utilidade pública, nomeadamente autarquias e associações comerciais. A Correia Iluminações tem também no seu portefólio comissões de festas e fundações, entre outros clientes.

Frutas Duarte e Frutaria Qualidade e Sabor com capacidade para fornecer fruta


Em relação à contratação do fornecimento de refeições e de fruta para os alunos do 1.º Ciclo e jardins de infância do concelho, frutarias de Oliveira de Azeméis como Frutas Duarte ou Frutaria Qualidade e Sabor têm “capacidade” para este tipo de serviço. Paulo Duarte, o proprietário da Frutas Duarte, com sede em Oliveira de Azeméis, explicou ao Correio de Azeméis que o colaborador encarregue dos concursos públicos “está retido em casa”, mas que costuma concorrer aos mesmos e que, inclusive, fornece fruta a algumas instituições do concelho. “Não consigo responder, neste momento, com precisão”, admitiu Paulo Duarte, referindo-se às compras do município. “No entanto, poderíamos abastecer todas as câmaras ao nosso redor sem problemas”, acrescentou.
Um dos responsáveis do armazém de fornecimento por grosso Frutaria Qualidade e Sabor, Miguel Sousa, reconheceu que tem uma “vaga ideia” de terem participado neste procedimento de compra há uns anos, mas que, atualmente, não o fizeram. “Não é normal entrarmos neste tipo de concursos, pelo menos que tenha conhecimento”, afirmou Miguel Sousa ao Correio de Azeméis. “No entanto, teríamos capacidade para esse género de fornecimento. Temos o armazém de fornecimento para supermercados, carrinhas de distribuição, etc.”, enumerou, realçando o fornecimento de fruta da Frutaria Qualidade e Sabor a lares do concelho.

 

Análise às compras de outubro de 2020
Autarquia comprou a empresas oliveirenses
As três aquisições mais elevadas que a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis registou nas contas de outubro dizem respeito a serviços contratados a empresas do concelho, como é o caso dos negócios Abílio Lourenço, Herdeiros, Lda., Pinheiro Frio Equipamentos Hoteleiros, Lda. e Rui Lopo – Sociedade Unipessoal, Lda.
No caso da empresa oliveirense Abílio Lourenço, Herdeiros, Lda., a autarquia contratou os seus serviços de fornecimento, desmontagem e montagem de pneus para a frota municipal e serviços conexos pelo valor de 32.343,84 euros.
Já a aquisição de equipamentos de cozinha para refeitórios escolares ficou a cargo de uma empresa de Pinheiro da Bemposta, Pinheiro Frio Equipamentos Hoteleiros, Lda., pelo valor de 30.717,10 euros.
A elaboração dos projetos de especialidades para a construção do novo posto da GNR de Cesar ficou sob a alçada de Rui Lopo – Sociedade Unipessoal, Lda., por 19.161,00 euros.
À empresa oliveirense Sigemaz – Gestão Estudos e Informática, Lda., destaca-se a aquisição de uma máquina fotográfica e lente (2.491,85 euros) e o licenciamento do software Adobe (3.633,59 euros).
À Associação Juvenil de Oliveira de Azeméis Agir Fora da Caixa, o município requisitou serviços de produção de vídeo e de documentário no âmbito do evento ‘Azeméis Seasons Sounds’, no valor de 2.203,25 euros e, por último, destaca-se a aquisição de painéis em PVC para oferecer a cada junta de freguesia no âmbito do projeto ‘A Nossa Freguesia’ por 266 euros, desta vez, à empresa de S. Roque Noise – Impressões Gráficas, Unipessoal, Lda.